terça-feira, 16 de janeiro de 2018

RETENÇÃO DE LIQUIDO



Edema é o termo usado para descrever o inchaço que ocorre nas pernas devido ao acúmulo de liquido nessa região. É muito comum, principalmente em mulheres e raramente indica alguma doença grave. Porém, é uma queixa frequente em consultórios pela sensação de desconforto que ocasiona. Além das pernas, pode haver retenção hídrica no abdômen e nos braços.

Grande parte desse desconforto é devido ao ganho de peso. Uma pessoa pode apresentar oscilação de cerca de 1 a 3 Kg num único dia devido a retenção de líquido. Ocorre da seguinte maneira: Ao ficarmos em pé, durante o dia, pode ocorrer um certo extravasamento de liquido de dentro dos vasos sanguíneos das pernas para o tecido ao redor (chamado interstício). Essa relativa “perda” de volume dos vasos sinaliza os rins que, com intuito de reposição do liquido “perdido”, passam a reter sódio e agua, o que aumenta a quantidade de agua corporal, e consequentemente, o peso.

O que fazer para reduzir a retenção de liquido?
Existem algumas mudanças no seu estilo de vida que podem diminuir o edema. Abaixo, algumas dicas:

- DIMINUA O COMSUMOS DE SAL NA DIETA: Quando ingerimos sódio em grande quantidade, ocorre retenção de água. Isso porque o corpo tem que manter a proporção de sódio e agua constante. Assim, quanto mais sódio, mais água.

- BEBA MAIS AGUA: Paradoxalmente, beber água pode reduzir o inchaço. A água ingerida estimula o funcionamento dos rins fazendo com que o excesso de sódio e agua sejam eliminados

- REDUZA O CONSUMO DE CARBOIDRATOS: O excesso de carboidrato consumido que não é utilizado como “combustível” é estocado na forma de glicogênio. Cada grama de glicogênio armazenado carrega 3 gramas de água.

- PRATIQUE ATIVIDADE FÍSICA: O exercício, além de promover a perda de liquido via sudorese, estimula a circulação sanguínea, diminuindo o represamento de liquido principalmente nas pernas. É importante não esquecer de ingerir água após a atividade para evitar a desidratação.

IMPORTANTE!! Diuréticos geralmente não são indicados para quadros leves de retenção hídrica. Só devem ser utilizados através de prescrição médica pois podem levar à perda de eletrólitos fundamentais como o potássio, que, em níveis muito baixos, provocam arritmias cardíacas graves.

LEMBRANDO QUE QUADROS DE EDEMA MUITO IMPORTANTES DEVEM PASSAR POR UMA AVALIAÇÃO MÉDICA POIS PODER SIGNIFICAR PROBLEMAS VASCULARES OU MANIFESTAÇÃO DE DOENÇAS QUE ACOMETEM O CORAÇÃO, RIM, FÍGADO OU TIREÓIDE.






Nenhum comentário:

Postar um comentário